POTÊNCIA X FREQUÊNCIA CARDÍACA

Os monitores de frequência cardíaca existem desde o final da década de 1970 e hoje são bastante acessíveis e populares. Já os medidores de potência vieram depois, ainda possuem um custo alto, mas são um investimento importante para o treinamento de muitos ciclistas amadores e profissionais. Quem os utiliza geralmente realiza testes de desempenho para obter as zonas de treinamento, potência e frequência, e ter parâmetros de intensidade durante as pedaladas e também para as análises. Contudo, entender a relação entre os watts e a frequência cardíaca ainda é confuso para muitos, principalmente quando fazem comparações.


A partir do momento que os treinos se tornam mais frequentes, a diversão cada vez mais séria, o ciclista estabelece metas mais ousadas e há regularidade, as zonas de frequência cardíaca tendem a se estabilizar e ter pouca variação ao longo da temporada. Já as zonas de potência serão mais sensíveis e nesse momento as comparações entre elas não serão uma boa estratégia. As Zonas de frequência cardíaca sofrerão pouca alteração, diferente dos seus watts, e isso é muito bom. Com a mesma zona de frequência cardíaca você produzirá, por exemplo, mais watts... será um ciclista mais eficiente.


Isso não significa que a frequência cardíaca é um parâmetro inútil, mas enfatizar que existem limitações e que os ciclistas devem saber quando e como utiliza-la.

Fica a dica!

Boas pedaladas.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square