TRÊS "SEGREDOS" PARA EVOLUIR NO MOUNTAIN BIKE


Existem três componentes básicos que necessariamente devem fazer parte da preparação de todo atleta que deseja um bom desempenho em competições de Mountain Bike Cross Country. O primeiro é a boa condição atlética, o segundo a exímia qualidade técnica e o terceiro uma boa tática. Não importa se você é um piloto de fim de semana ou aquele pretende se aprimorar como atleta de alto desempenho, estes elementos de formação são essenciais.

CONDIÇÃO ATLÉTICA

Excelente resistência aeróbia, bom nível de força e muita potência são as principais características dos atletas que se destacam nas competições de Mountain Bike XCO. Quanto mais treinado estiver o atleta maior o nível de especialização, portanto, para aumentar o condicionamento cardiovascular a solução é pedalar. Para a grande maioria não adianta ficar correndo, nadando ou praticando outra modalidade esportiva, tem que pedalar, seja na estrada ou nas trilhas. Estas outras modalidades não devem ficar à frente do principal objetivo.

O treinamento de força deve, em princípio, ter foco na preparação geral, com o propósito de preparar o organismo para suportar a sobrecarga que o esporte exige. As pessoas costumam escolher um conjunto de exercícios, series e repetições e as tornam o meio e o fim do processo. Isso é um erro. Para o Mountain Bike pense nos treinos de força como um conjunto de exercícios de extensões, flexões e agachamentos que podem ser executados de diferentes maneiras, de acordo com a necessidade de cada atleta. Além de adicionar energia para os músculos, estes exercícios contribuem para que o atleta aumente o limiar de tolerância aos esforços de maior intensidade. Tenha sempre em mente que as cargas de treino devem ser sazonais. É comum os atletas se acomodarem... esse é o primeiro passo para a estagnação.

QUALIDADE TÉCNICA

Costumamos dizer que a qualidade técnica é o trunfo do atleta. As pedras, raízes, chuva, lama e inúmeras dificuldades que os atletas se deparam em uma pista de XCO são, também, barreiras a serem superadas. Esqueça a ideia de que são apenas as subidas. Quanto menor for o desgaste e maior a eficácia nestes trechos maior será a sua vantagem em relação aos concorrentes.

Em nossa opinião esta é a área mais difícil para o treinamento e dependo do tipo de circuito/situação de prova pode compensar muito a deficiência de outros componentes. No Mountain Bike o equilíbrio não é apenas do atleta e sim do conjunto atleta + bicicleta, portanto, tem que variar, e muito, os estímulos pedalando em terreno com muitas pedras, úmido, seco, subida, descida, single tracks, em pé, sentado... a regra é testar, experimentar, mudar, e principalmente repetir diversas vezes.

Alguns atletas utilizam slackline (fitas de equilíbrio) como parte do treinamento para aprimorar o equilíbrio. É uma maneira interessante para utilizar como COMPLEMENTO, principalmente para quem tem muita dificuldade, porém nunca esqueça que o produto final é o maior equilíbrio e qualidade técnica pilotando a bicicleta.

Alguns atletas percorrem trechos mais técnicos primeiramente com uma moto para “aprender sobre o percurso” e transpor os obstáculos com menor dificuldade, para depois praticar com a bicicleta. Tentativas e erros assim como a constante troca de informações com outros atletas podem melhorar/acelerar significativamente o aprendizado. Por último, é importante enfatizar que o atleta não é obrigado a percorrer sempre o trecho mais difícil, às vezes a melhor solução está no caminho mais fácil.

TÁTICA

Testar e avaliar diferentes táticas e estratégias durante os treinos e competição é algo fundamental para se tornar um piloto mais preparado. Acreditamos que esta área é a mais negligenciada pelos pilotos e pode ser a diferença entre os 20 primeiros e os 20 últimos. A preparação não é só do atleta e sim do conjunto que engloba os adversários, o percurso, a bicicleta, o tipo de prova, as características individuais, o tempo de prova, o posicionamento na largada, o que comer, quanto comer, os locais para abastecer... Aprenda com os atletas mais experientes, portanto, os observe, copie, analise e pergunte, pois na maioria das vezes terá dicas importantes. Este processo contribuirá para que você evite aprender da maneira mais difícil.

Apenas três componentes e muitas lições que certamente os tornarão melhores pilotos de Mountain Bike Cross Country.

Ficam as dicas!

Boas pedaladas

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square